quarta-feira, 7 de agosto de 2019

Zé Luís: "É sempre bom começar a ganhar"


Avançado contribuiu para a vitória do FC Porto frente ao Krasnodar.


Zé Luís contribuiu para a vitória do FC Porto frente ao Krasnodar (1-0), na Rússia, em encontro referente à primeira mão da 3.ª pré-eliminatória da Liga dos Campeões.

“É sempre bom começar a ganhar, fizemos o que queríamos, saímos daqui com uma vitória e sem sofrer golos. Foi difícil mas acabámos por superar o adversário. Soubemos ultrapassar as dificuldades.”

Pode ver as declarações do avançado na íntegra na FC Porto TV.

Fonte: fcporto.pt

Sérgio Conceição: "Cumprimos aquilo que preparámos para o jogo"


Sérgio Conceição gostou da resposta da equipa no triunfo dos Dragões na Rússia diante do Krasnodar, em desafio da 1.ª mão da 3.ª pré-eliminatória da Liga dos Campeões.


A vitória do FC Porto no reduto do Krasnodar por 1-0 na 1.ª mão da 3.ª pré-eliminatória da Liga dos Campeões deixou Sérgio Conceição satisfeito. O treinador portista realçou que os jogadores deram seguimento em campo à estratégia delineada, frisando que ainda nada está decidido.

Resposta positiva
”Acho que conseguimos no fundo condicionar o adversário no que mais gosta de fazer. O Krasnodar gosta de ter bola e controlar o jogo, nesse sentido a nossa primeira parte foi boa. Pecámos à entrada da zona de finalização, no último passe, mas são situações normais por falta de conhecimento mútuo no início de época. Se tivéssemos sido mais assertivos no último terço podíamos ter ido para o intervalo a ganhar. Na segunda parte, possibilitámos que o jogo ficasse mais dividido, mas só me lembro de uma ocasião em que o nosso guarda-redes fez uma excelente defesa. Faltou definir um pouco melhor, mas cumprimos aquilo que preparámos para o jogo. Tenho de felicitar os jogadores, que fizeram muito bem o trabalho, sobretudo sem bola.”

Nada decidido
“Estamos a meio da eliminatória. Nos últimos sete jogos europeus ninguém ganhou aqui. Eles investiram muito para seguir em frente, são uma equipa positiva. Conseguimos um bom resultado e agora queremos responder bem também contra o Gil Vicente no sábado.”

Aposta em Marchesín
“A confiança tem a ver com o que fazemos no treino. Aqui ninguém joga só porque é da formação ou custa muitos milhões. Isso para mim é pouco importante. O que interessa é ver quem está preparado para dar uma resposta positiva dentro da nossa estratégia, com e sem bola. O Marchesín deu uma ótima resposta porque vinha bem rodado do campeonato em que jogava, é um guarda-redes experiente e tinha todas as condições para fazer uma grande exibição, como aconteceu.”

Nakajima de fora
“São escolhas que faço em função do jogo que vamos ter e projetando os diferentes momentos de jogo que vamos ter. Hoje tomei as decisões que tomei, no sábado logo se verá. Temos um plantel bastante competitivo e por isso jogadores como o Naka, o Tomás, o Sarávia e o Osório ficaram de fora. É ótimo ter esta margem de escolha.”

Fonte: fcporto.pt

Sérgio Oliveira: "Decidimos o jogo no momento ideal"


Sérgio Oliveira destacou a eficácia da equipa na vitória portista por 1-0 no terreno do Krasnodar, em jogo da 1.ª mão da 3.ª pré-eliminatória da Liga dos Campeões.


Após o triunfo do FC Porto por 1-0 no reduto do Krasnodar, na 1.ª mão da 3.ª pré-eliminatória da Liga dos Campeões, Sérgio Oliveira, o autor do golo decisivo, elogiou a atitude do conjunto orientado por Sérgio Conceição, realçando a capacidade de afirmação dos portistas na fase decisiva do embate e a importância de não ter sofrido golos. Além de Sérgio Oliveira, também Otávio falou em Krasnodar: “Vínhamos para conquistar a vitória, foi um resultado positivo, mas nada está acabado e agora é pensar no Gil Vicente no sábado”. Pode ver as declarações do médio brasileiro na íntegra na FC Porto TV.

Ganhar sem sofrer
“Foi uma vitória sem sofrer golos, é o mais importante. Vínhamos com o objetivo de ganhar e conseguimos. Eles estão mais adiantados em termos competitivos, têm mais quatro jogos, mas nós fizemos uma boa preparação e o trabalho deu frutos.”

Gestão eficaz do jogo
“Há momentos em que vamos estar por baixo e aí é preciso saber sofrer. Soubemos fazê-lo e decidimos o jogo no momento ideal.”

Golo decisivo
“Saímos daqui com vantagem na eliminatória e fico feliz por ter marcado. O importante foi ter ajudado a equipa.”

Eliminatória decidida?
“Agora temos o jogo do campeonato no sábado, é esse o nosso foco. Depois pensamos no Krasnodar.”

Fonte. fcporto.pt

O melhor estava guardado para o fim (0-1)


Livre direto marcado por Sérgio Oliveira deu a vitória ao FC Porto em Krasnodar, por 1-0, na 1.ª mão da 3.ª pré-eliminatória da Liga dos Campeões.


O FC Porto venceu esta quarta-feira o Krasnodar (1-0), no Estádio Krasnodar (Rússia), na 1.ª mão da 3.ª pré-eliminatória da Liga dos Campeões. Um livre direto superiormente cobrado por Sérgio Oliveira, aos 89 minutos, dá vantagem aos azuis e brancos no intervalo da eliminatória. A 2.ª mão disputa-se a 13 de agosto, às 20h00, no Estádio do Dragão.

O FC Porto teve uma entrada autoritária em Krasnodar e rapidamente assumiu o controlo do jogo, que raramente perdeu durante os primeiros 45 minutos. A superioridade portista só não teve reflexos no marcador porque faltou eficácia no momento de visar a baliza contrária, nomeadamente aos 13 minutos: Sérgio Oliveira lançou Marega e deixou o avançado maliano em posição privilegiadíssima, mas o remate saiu ao lado naquela que foi a oportunidade mais flagrante do primeiro tempo.

Pouco depois, o mesmo Marega ganhou na força no flanco direito e cruzou ligeiramente atrasado para Soares, que falhou o remate. Na sequência, Corona rematou à meia-volta, mas a bola saiu à figura de Safonov (23m). O FC Porto teve mais posse de bola, mais cantos, mais ataques e mais remates do que o Krasnodar, mas não conseguiu desfazer o nulo até ao intervalo. A etapa complementar não fugiu muito ao que foi a inicial, mas é justo dizer que a formação russa tornou-se mais atrevida.

Luís Diaz, Zé Luís e Otávio foram lançados por Vítor Bruno no decorrer da segunda parte de forma a refrescar o ataque azul e branco, mas na segunda parte os Dragões não chegaram tantas vezes com perigo junto da baliza do Krasnodar. Do outro lado, Marchesín fez a defesa da noite a remate de Cabella (80m). O nulo parecia inalterável até que, aos 89 minutos, Sérgio Oliveira assinou o único golo do jogo numa cobrança irrepreensível de um livre direto à entrada da área russa. Foi o momento mais alto e decisivo de um jogo que justificava claramente a vitória do FC Porto.

Fonte: fcporto.pt

Horários definidos para as próximas jornadas do campeonato


A estreia do FC Porto no Estádio Dragão na Liga NOS 2019/20 está marcada para 17 de agosto (21h30), frente ao Vitória de Setúbal.


Já estão definidos os horários para as próximas jornadas da Liga NOS. Depois de começar em Barcelos, frente ao Gil Vicente (sábado, 19h00), o FC Porto estreia-se no Estádio do Dragão em jogos do campeonato a 17 de agosto (21h30), frente ao Vitória de Setúbal.

Na 3.ª jornada, o FC Porto desloca-se ao Estádio da Luz para defrontar o Benfica: o clássico tem início marcado para as 19h00 do dia 24 de agosto. Na 4.ª ronda, os azuis e brancos regressam ao Estádio do Dragão para receber o Vitória de Guimarães, estando o desafio com os vimaranenses agendado para 1 de setembro (18h30).

Fonte: fcporto.pt

Sérgio Conceição: "Vamos com ambição de passar, para estar onde o FC Porto merece estar"


Sérgio Conceição cumpre castigo e não vai sentar-se no banco em Krasnodar, na 1.ª mão da 3.ª pré-eliminatória da Liga dos Campeões (quarta-feira, 18h00).


Por ter de cumprir um jogo de castigo imposto pela UEFA, Sérgio Conceição não vai sentar-se no banco do FC Porto no Estádio do Krasnodar, palco da 1.ª mão da 3.ª pré-eliminatória da Liga dos Campeões (quarta-feira, 18h00). O treinador portista garantiu ter “confiança total” na equipa técnica e que todos estão “completamente em sintonia”, pelo que será um FC Porto igual a si próprio aquele que vai defrontar o Krasnodar. Ciente das dificuldades que os Dragões vão encontrar, Sérgio Conceição não esconde que estas pré-eliminatórias são para passar, independentemente do(s) adversário(s).

Em sintonia e com ambição
“Não vou estar no banco e creio que o treinador do Krasnodar também não. É sempre melhor o treinador principal estar perto dos jogadores e do jogo, no sentido de poder mudar algo instantaneamente. De qualquer forma, tenho confiança total na equipa técnica e estamos completamente em sintonia. Não há problema nenhum em o treinador principal não estar momentaneamente no banco. Vamos com ambição de passar, para estar onde o FC Porto merece estar.”

A motivação de sempre
“Sinto a equipa motivada, como tem sido habitual nestes dois anos, e sempre com uma ambição muito grande. Se estamos aqui é por culpa própria, é porque não conseguimos ganhar o campeonato na época passada. Temos de olhar para estas pré-eliminatórias com obrigação de as passar. O FC Porto tem de estar na fase de grupos da Liga dos Campeões. A par de Barcelona e Real Madrid, é a equipa com mais presenças na fase de grupos da Liga dos Campeões. Estamos aqui sem arrogância, mas com realismo. Vamos defrontar um adversário que tem o sonho de disputar a Liga dos Campeões e que se reforçou bem para isso. É uma equipa competitiva e com uma dinâmica interessante, por isso vamos sempre encontrar dificuldades. Quanto ao favoritismo, acaba assim que o árbitro apita. A partir daí, o que conta é a preparação para o jogo, o lado motivacional, a ambição, a qualidade individual e a qualidade coletiva.”

Preparados para o arranque oficial de 2019/20
“É verdade que o Krasnodar tem mais três semanas de trabalho e quatro jogos oficiais já feitos, mas quando o árbitro apitar, essas situações podem não se notar. A equipa está preparada. Quando saiu o sorteio, sabíamos que íamos encontrar uma equipa já em competição, mas a nossa pré-época foi de grande exigência e queremos ganhar todos os jogos. É preciso perceber que, no início de uma época, essas situações por si só não fazem a diferença. Estamos preparados e preparámos o jogo da melhor maneira. Espero que as coisas corram pelo melhor, e pelo melhor é ganhar.”

O jogo mais importante
“Neste momento, este é o jogo mais importante e é nele que estamos focados. Vamos ter um ciclo de jogos intenso em 24 ou 25 dias, mas temos um plantel que nos dá garantias e todos os jogadores contam. O Aboubakar e o Diogo Leite vão ficar connosco durante toda a época. A situação do Diogo Queirós ainda estamos a ver, mas acreditamos que no futuro pode ser um elemento importantíssimo no FC Porto.”

As mudanças no plantel
“Mudanças fazem parte do futebol, cada vez mais. O futebol é um recomeçar constante em todas as situações. É muito difícil manter o mesmo plantel durante dois ou três anos, mas o nosso plantel dá-nos garantias. Temos um plantel competitivo. Nos últimos dez anos, foi nos últimos dois que o FC Porto fez mais pontos no campeonato, 88 e 85. O primeiro ano foi fantástico, pois conseguimos ser campeões, mas o segundo não.”

Fonte: fcporto.pt

Danilo: "Treinámos para começar em grande forma este desafio"


Danilo falou sobre o Krasnodar-FC Porto, da 1.ª mão da 3.ª pré-eliminatória da Liga dos Campeões (quarta-feira, 18h00).


Danilo foi o jogador que se sentou ao lado de Sérgio Conceição na conferência de imprensa de antevisão do Krasnodar-FC Porto, referente à 1.ª mão da 3.ª pré-eliminatória da Liga dos Campeões (quarta-feira, 18h00). O capitão portista reconheceu que “as expectativas são sempre grandes” em jogos de Champions e que o grupo olha para o primeiro jogo oficial de 2019/20 “com muita ambição”. O médio internacional português considera que os russos têm uma “equipa forte”, mas que existem fragilidades que podem ser exploradas pelos Dragões.

Confiança e ambição
“As expectativas são sempre grandes, pois é um jogo de Champions. É um jogo que nos traz muitas expectativas, pois queremos passar esta eliminatória, passar a seguinte e estar na fase de grupos. Olhamos para este jogo com muita ambição. Vamos defrontar um adversário difícil, que pratica bom futebol, mas conhecemos as suas debilidades. Estamos preparados para este desafio.”

Preparados para o primeiro jogo oficial
“Apesar de ainda não termos tido nenhum jogo oficial, os jogos da pré-época foram sempre muito exigentes. Na nossa mentalidade, vemos todos os jogos como jogos para ganhar. Apesar de ser o nosso primeiro jogo oficial, estamos preparados. Treinámos para começar em grande forma este desafio.”

Respeito pelo adversário
“O FC Porto, com a sua grandeza e por estar sempre presente nestes palcos, tem que se assumir como favorito, mas o Kranosdar é um adversário de respeito. Reforçou-se bem para esta época, tem um bom grupo e é uma equipa que gosta de jogar bom futebol. Apesar de termos muita experiência, vai ser um jogo muito complicado.”

O informador Zé Luís
“Falámos acerca do Krasnodar com o Zé Luís, pois ele jogou bastante tempo na Liga russa e conhece bem a equipa do Krasnodar. É uma equipa forte, mas tem fragilidades que podem ser exploradas.”

Fonte: fcporto.pt